menina de papel

Menina de Papel



A Menina
Fabiana, 21 anos, canceriana, gostos inusitados, imaginação fértil, menina boba, sensível demais, cheia de sonhos e medos, cheia de coragem, às vezes quietinha, às vezes uma loucura. Ama arquitetura e fotografias, não vive sem musica, tem medo de crocodilos e jacarés mesmo sem saber direito a diferença entre eles. Vive em dois mundos, um real e outro imaginário, no qual também tem problemas, mas que consegue supera-los. Erra mais do que acerta. Adora feijoada e ama docinho das meninas superpoderosas. Encanta-se com o mundo e com as pessoas. Odeia as exigências dessa sociedade hipócrita. Odeia ter que ser bonitinha pra mamãe, pro papai e pra todo mundo. Odeia religião. Odeia lavagens cerebrais. Se pudesse viveria no mar, junto com tubarões que ela tem menos medo do que os jacarés e crocodilos. É igualzinha a um caranguejo, às vezes se esconde na sua carapaça e ninguém mais a vê. Seu mundo é pessoal e intransferível. Às vezes ri demais, por qualquer bobagem, ri de si mesma, não consegue parar. Às vezes chora também, quase sempre sozinha, trancada no quarto. Às vezes ela é meiga, doce, outras é dura e rude, fechada e lacrada, misteriosa e indecifrável. Gosta de um reggae e também de um silencio. Internet faz parte de seu mundo. Tem varias paixões. Algumas concretizadas outras mais distantes. Às vezes é passiva, mas odeia a passividade alheia. Tem sorriso de menina e corpo de mulher. Odeia remédios. Ama seus amigos, os de longe ou os de perto, os que ela vê e os que pouco encontra. Normalmente pensa pouco, mas sente muito. Sente dor, alegria, angustia, raiva e ate um pouco de inveja que ela própria abomina. Adora dançar e andar descalça. É feita de carne e osso, mas às vezes parece de papel...

O Papel
Às vezes ela é um papel alumínio, que brilha, mas machuca com qualquer toque. Outras é um papel Paraná, duro e resistente e quando cortado se abre em vários pedaços. Às vezes é um papel crepom, frágil e amassado. De vez em quando parece um papel camurça, todo macio. Já ficou que nem um papel reciclado. Outro dia parecia um papelão feito só pra proteger outras coisas. Ou ate mesmo papel celofane, transparente e colorido. Seja qual for o tipo de papel, ela com certeza se encaixa com algum deles em certas situações. Um papel colorido, listrado, reciclado, um papel de carta ou um papel em branco...

Contato
E-mail
icq 135337361
msn fabi_matos@hotmail.com


Blogs
Wanna be a Diva
Blog da My_Girl
Reinos Esquecidos
Um grão de mostarda
Fabulosa e Inútil
Blogs que eu vi
Todo dia, Tudo igual
Menina Rosa Xoque
Um Diário sem Papel
Am I a Lucky Girl?
É o seguinte...
Cantinhu da Lore
A vilonista sublimando



Sites
Letras de Músicas
Arco Web
Paralamas do Sucesso
A Tarde
CineWeb
Vivo
UFBA
Gr@tis
Tudo para Blogs
Vitruvius
Usina do Som











Arquivos



créditos

Thakira
Blogger Brasil
Avid Liongoren